Fernão Ciampa

183387_10150114707087545_1797982_n

Fernão Ciampa é formado em psicologia pela PUC-SP. Em 1999, iniciou sua própria produtora de vídeo a É-Mídia Comunicações onde desenvolve documentários, vídeo-clipes musicais, vídeos institucionais e sociais. Em 2000 criou o coletivo de VJ’s Embolex.  Desde então, vem desenvolvendo formas de trabalhar com a manipulação de mídias eletrônicas ao vivo em diversos eventos e ao mesmo tempo fazendo: documentários, vídeos  socias, educacionais, video-clipes, vídeo-cenários de shows musicais, desfiles de moda e programas de TV.  O Embolex não “mexe” apenas com imagens mas também com música. O coletivo, também, se reúne para criar apresentações que envolve as diversas mídias em um único discurso rizomático.

Dirige apresentações audiovisuais em diversos formatos como o Cinema ao Vivo em Marginalia 2 de 2007, o remix áudio-visual como em Outros Silverinos Remix, em 2009 e, em 2010, o projeto Caixa Prego que mescla materiais enviados por diversos colaboradores e imagens “roubadas” da internet ou DVDs. Esse projeto foi apresentado no Brasil (SP, BH, DF) e no exterior com destaque para a apresentacão em Cannes durante o festival Lyon 2010, além de apresentações em Berlim, Barcelona e Londres. Em 2011, levou o projeto a 14 cidades do interior paulista como parte da Mostra Sesc de Artes e continua viajando pelo Brasil. Atualmente, também, faz parte do grupo de estudos sobre música e imagem eletrônica ligado ao SoundscapeAtopos da ECA USP e ministra aulas na Universidade  Anhembi Morumbi  no curso de produção musical.

* Vamos iniciar conversando como foi a sua idéia de criar o coletivo de Vj’sEmbolex? Como ele é composto, quando e como surgiu?

Fernão – Surgiu da vontade de um grupo de amigos que trabalhavam com vídeo de interferir no espaço das festas de música eletrônica. Víamos aquela caixa escura cheia de gente louca por horas e horas e achávamos que poderíamos inserir mais inputs sensoriais. Aí imitamos os Dj’s criando um set up que tocava vídeos com controle de velocidade, direção e várias formas de mixagem entre esses vídeos.

*Você poderia nos contar como surgiu e sobre a expansão do projeto Caixa Prego?

Fernão – O Caixa Prego surgiu da vontade de criar uma apresentação de mashups audiovisuais, usando tudo que viesse pela nossa frente. Aí pensamos em incluir os nossos amigos nesse processo e pedimos as pessoas que nos enviassem vídeos e fotos de suas melhores viagens. A idéia era criar uma confusão de identidades, assim como nossas músicas faziam. Depois que fomos fazer o circuito Sesc e incluímos novas participações, agora dos moradores do interior paulista que nos indicavam os melhores lugares de cada cidade que visitamos. Dessa visita saíam novos mashups baseados na idéia de eterno turistas do John Cage, sempre descobrindo o que há além das garrafas de Coca Cola.

*Que salto foi esse da Psicologia para ser um VJ? Você chegou a clinicar? Como você relacionaria esses dois caminhos no seu processo criativo?

Fernão – A psicologia me formou como pessoa pensante, acho que me ajudou muito a desenvolver um discurso além da técnica.

*Quando começou surgir a figura do VJ? E como você conecta a figura do VJ com os perfis já sedimentados, a exemplo, dos SoundArtists e dos Sound Designers?

Fernão – Sempre conto que me tornei VJ sem nem saber que existia esse nome. De repente lí no jornal numa matéria que tinha saído dizendo que existia essa nova profissão chamada de VJ.  Acho que nós pioneiros dessa história criamos um novo meio de expressão, uma linguagem artística nova.

*Como é a formação acadêmica de um VJ? Você poderia nos falar, a respeito, do seu próprio trajeto e como vc se instrumentou para essa profissão?

Fernão – O vídeo digital estava surgindo no final dos anos 90 e foi em 2000 que surgiu o Final Cut da Apple democratizando essa tecnologia. Aprendi na raça e com colegas mais experientes. Aí levamos esse conhecimento para o VJing. Hoje em dia tudo está mais fácil pois existem vários cursos e grupos de discussão para quem quer começar.

*Você poderia comentar o porquê do ‘rizomático’? Como você relaciona a influência de Deleuze nesse aspecto?

Fernão – O conceito de remix não combina com uma visão de “árvore” do mundo? São muitos caminhos possíveis, desconexões, reconexões, sempre não lineares.

*Fernão como os atuais meios tecnológicos sonoros auxiliam ou limitam o trabalho nas composições e nas produções musicais?

Fernão – O Ableton Live, por exemplo, nos abriu uma nova perspectiva de criação musical através de samplers de vídeo, isso foi muito importante para nós.

 *Como você vê a questão autoral na prática da apropriação de repertórios pelos DJs e Vjs?

Fernão – Usamos tudo o que vemos pela frente sem pensar em questões legais. Não vendemos nada, portanto, só usamos o que fazemos para nossos shows ao vivo.

 * Os computadores e seus mecanismos de busca na internet ampliam as possibilidades de encontros e afinidades estéticas?

Fernão – Acho interessante o quanto as redes podem permitir enquanto novas formas de composição coletiva. Esse é o grande barato da internet além da enorme quantidade de informação a que estamos sendo conectados.  Isso cria novas estéticas sem dúvida. Meus alunos de 18 anos, muitas vezes, têm coleções de mp3 de tantas coisas velhas que nem meus mais velhos amigos tiveram tempo de ouvir tudo aquilo.

*Como você vê a questão autoral no processo remix? No recurso das colagens e recolagens, tanto de músicas como de imagens, (supostamente roubadas da internet como você mesmo havia mencionado)?

Fernão – Eu me vejo como sendo autor 100% daquilo apesar de não ter feito nem 1% do que estou usando. São novas formas de autoria que precisam ser compreendidas.

LINKS DO FERNÃO

http://www.facebook.com/fernao.embolex?fref=ts

http://www.facebook.com/pages/Embolex/105575529478695

http://www.embolex.com.br/

http://www.myspace.com/embolex

http://multiplicidade.com/blog/tag/embolex/

https://www.youtube.com/watch?v=mmy6v4AUvsA
https://www.youtube.com/watch?v=M5sEmUzcmg8

https://www.youtube.com/watch?v=C8lv1oPXFRk
https://www.youtube.com/watch?v=cPxdKjA8wM0
https://www.youtube.com/watch?v=b13VMlj22xw
https://www.youtube.com/watch?v=05NpANCFcL0

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s